Aromaterapia com Lavanda: Relaxando o Corpo e a Mente

Aromaterapia com Lavanda: Relaxando o Corpo e a Mente

A fragrância da lavanda é inesquecível e facilmente evocada ao fecharmos os olhos. Não é à toa, já que esta flor é a fonte de um dos óleos essenciais mais utilizados em todo o mundo, presente em uma infinidade de produtos de beleza e limpeza, como cremes, shampoos e amaciantes. Os antigos romanos já reconheciam a versatilidade da lavanda, usando-a para lavar roupa, tomar banho e perfumar ambientes. Eles também foram os primeiros a aproveitar as propriedades calmantes da flor, que ainda hoje é utilizada para controlar sintomas de insônia, estresse e ansiedade. Além disso, a lavanda é uma aliada na proteção de roupas guardadas, já que suas propriedades afastam as traças.

A lavanda e conhecida pela sua essência

lanvanda

A lavanda é uma flor típica da região que se estende do sul da Europa até o norte da África, passando pela Arábia e pelas Ilhas Canárias. Ela prefere climas frios e é resistente até mesmo a geadas ocasionais. Com as modernas técnicas de aperfeiçoamento genético, hoje é possível cultivá-la em quase todo o país, inclusive em regiões de clima tropical. Graças a esse melhoramento, surgiram variedades de lavanda de flores brancas e azuladas, além das clássicas violetas e roxas.

Apesar de serem uma flor bastante conhecida, poucas pessoas sabem que a lavanda pode ser usada na culinária. Se você nunca experimentou essa flor, pode retirar os grãos de pólen e experimentar as pétalas, que têm um sabor adocicado e podem ser utilizadas para aromatizar mel, vinhos, sorvetes, vinagres e biscoitos. Por ser da mesma família do alecrim, a lavanda pode substituí-lo em ensopados e pratos com carne, mas é importante utilizá-la com moderação, já que seu perfume é bastante forte e pode acabar contaminando toda a refeição. É importante retirar os grãos de pólen, que são amargos e podem causar alergias. Se você cultivar sua própria lavanda, terá a certeza de que não há pesticidas na flor.

Principais maneiras de conseguir mudas de lavanda

A lavanda-francesa é mais comum no Brasil do que sua prima inglesa (Lavandula angustifolia) e suas flores são de um lilás acinzentado, com hastes curtas e folhagem densa. Esta planta adora sol e possui um mecanismo interno para detectar quando os dias ficam mais longos do que as noites, florescendo por todo o verão. Para seu cultivo, recomenda-se um solo mais arenoso, preparado com uma mistura de areia, terra e composto orgânico. Uma vez acostumada ao lugar, a lavanda é resistente tanto a períodos de seca quanto a geadas, tornando-a especialmente indicada para quem vive no Sul do país e em regiões serranas.

Para manter a planta com uma aparência mais bonita, é possível podar as flores assim que secarem, podendo utilizar as pétalas para produzir saquinhos perfumados para roupas, e podar a folhagem no início da primavera. Se desejar fazer mudas, é importante recolher as sementes ou cortar estacas das pontas dos ramos mais fortes, nunca da base da planta, para evitar danos. Se você tem uma casa com jardim, é possível criar um caminho de lavandas contornando toda a fachada e, assim, dispensar o uso de amaciantes na hora de passar roupas.

klebson

klebson

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos

Otimizado por Lucas Ferraz.

pt_BRPortuguese